comunic.-via-mail

SAIBA COMO UTILIZAR TÍTULOS E TESTES CERTOS PARA QUE 65% DE SEUS E-MAILS SEJAM ABERTOS

Em somente 2-3 segundos, o seu subscritor decidirá se vai abrir ou não o email que recebeu. Então, como maximizar as chances dessa abertura?
Indicar o remetente do email ajuda, sobretudo se o subscritor se cadastrou recentemente, pois reconhecerá facilmente quem lhe está enviando esse email. Mas isso é apenas parte da equação, se o título não for claro e apelativo, o subscritor deleterá o seu email ou deixará para lê-lo depois, o que é praticamente o mesmo que nunca abrir.

Falar em título claro e apelativo é muito fácil, mas como se faz isso na prática para promover o seu infoproduto?

Um dos nossos usuários conseguiu ótimos resultados e fez um case sobre sua experiência. Como primeiro passo ele montou um vídeo no Youtube com a primeira aula do seu curso online, pedindo para as pessoas se cadastrarem no site para receberem as aulas restantes. Então ele preparou uma sequência de emails no nosso sistema de auto-responder que era enviada automaticamente para cada inscrito no curso. Depois é que veio o verdadeiro passe de mágica: ao contrário da maioria das pessoas, que monta sua sequência de relacionamento uma vez e raramente a altera, ele observou diariamente os resultados de cada uma e experimentou inúmeros títulos, combinações e sequências diferentes para ver qual resultava melhor. Após 6 meses de testes e mais de 15.000 emails enviados, esta é a conclusão:

Títulos com maior taxa de abertura (acima de 60%)

  • Preciso te pedir desculpas
  • Má notícia
  • Fui enganado
  • Comunicado importante
  • Você conhece essa técnica?

Estes títulos influenciam fortemente a abertura do email, mas são particularmente eficazes quando o lead já está “aquecido” ao longo da sequência de mensagens. A abertura tende a ultrapassar os 60% depois do 5º email na sequência.

Uma outra técnica muito proveitosa é enviar um email de alto valor agregado logo de manhã e no dia seguinte enviá-lo novamente, mas somente para quem não abriu esse email no dia anterior. No 3º dia, deve-se fazer o mesmo, mas apenas para quem não abriu no 2º dia, e assim sucessivamente durante uma semana. Esse email reenviado deve ter um título ligeiramente diferente (por exemplo, prefixado por “RE” ou “Fwd”) e um texto no início perguntando se a pessoa teve oportunidade de ler o email. Desta forma, funciona como um lembrete pessoal, especialmente útil para assegurar que os inscritos que recebem muitas mensagens diárias não se esquecem da sua. Um bom sistema de auto-responder permite fazer isto de forma automática.

Não esqueça, porém, que uma alta taxa de abertura deve ser sempre complementada  por conteúdo de qualidade. No caso deste nosso usuário, a média de cliques em links por cada email foi de 72% devido ao uso de conteúdo pertinente e criativo que interessava diretamente aos inscritos no curso.

E os títulos menos eficazes? “Oi segue uma dica quente”, “Aula imperdível com grande guru”, “Inacreditável promoção relâmpago”, “Como usar o programa X” deram os resultados mais fracos, abaixo de 30%.

Qual lição podemos aprender com essa pesquisa? Nunca descuide dos testes! Crie ciclos de venda ligeiramente diferentes, fragmente a sua lista de cadastrados em grupos pequenos (50 pessoas) e use cada grupo para testar cada ciclo, comparando as diferenças. Isso pode ser feito manualmente ou com split-tests automáticos do seu sistema de auto-responder.

E mesmo quando chegar aos 65% de aberturas, continue monitorando diariamente seus resultados como se estivesse observando seu filho recém-nascido. Há sempre uma forma de melhorar para vê-lo crescer com cada vez mais saúde e energia!

Hugo Pascoal

Comentários

Comentários